• Por Roberta Vendramini

  • Compartilhe

  • 01/03/2012

  • 251 Visualizações

AutoCAD

AutoCAD Aula 17: Trabalhando com referências externas (XREF)

premium
Para os profissionais que trabalham com projetos executivos, existe uma ferramenta fundamental no AutoCAD que, infelizmente, nem todos conhecem ou sabem usar: comando XREF. A partir do mesmo, é possível criar um arquivo base que servirá para todos os projetos: detalhamento da alvenaria, locação dos pontos de iluminação e de elétrica, detalhamento do gesso, planta de reforma, planta de acabamentos, etc.
Mas, qual é a vantagem em se usar este arquivo base?  Suponha que você esteja finalizando o projeto executivo de uma residência: desenhos compatibilizados, cotados, com hachuras, enfim, quase tudo pronto. Imagine que o cliente solicite uma modificação no layout de algum ambiente e que insira mais um dormitório no projeto. Seria necessário modificar arquivo por arquivo, inclusive o projeto de prefeitura, ok? Já passei por esta situação várias vezes e posso dizer que, mesmo remunerado, nunca ficava animada com o retrabalho, pois sabia como demoraria para refazer hachuras, cotas, paredes em cada arquivo. E justamente ai está a vantagem do comando XREF: a modificação do arquivo base é automaticamente atualizada em todos os arquivos que o estejam usando como referência. É claro, porem, que haverá ajustes pontuais nos outros desenhos como, por exemplo, a adequação dos pontos de elétrica e de iluminação.
Como exemplo, mostrarei a vocês como criar um arquivo base do apartamento em estudo e usá-lo como referência externa para qualquer projeto. E, em uma das próximas aulas, aplicaremos o comando para detalhamento de áreas molhadas.
1. Crie uma única pasta para salvar o arquivo base e os arquivos dos projetos para facilitar operacionalmente ao longo do trabalho. Se preferir, pode trabalhar com pastas diferentes, porém, se transferir os arquivos para um pendrive ou outro computador, o AutoCAD perderá o link com o arquivo base e você precisará restaurá-lo em todos os demais arquivos. É para evitar este retrabalho que recomendo uma única pasta.
2. Crie o arquivo base com o qual trabalhará, nomeando-o, de preferência, como xref-nome.dwg. O ideal é que a planta base contenha apenas as informações necessárias, não esteja cotada e a hachura esteja apenas na alvenaria conforme exemplo da Figura 17.1. O layout permanece, pois é fundamental para definição dos pontos de iluminação, elétrica, definição do gesso, ar condicionado, dentre outros projetos. O nome do arquivo base do apartamento modelo será xref-base.dwg.

Figura 17.1: Planta base do apartamento modelo
3. Abra um novo arquivo, de preferência com os blocos e ferramentas com os quais trabalhará. Se for locar os pontos de elétrica ou os pontos de iluminação, por exemplo, o ideal é que seu arquivo já contenha a legenda com os blocos a serem inseridos na planta. Nesta aula, nomearemos o arquivo de elétrica como arq-elétrica.dwg e o de iluminação como arq-iluminação.dwg. É comum usar arq no nome dos arquivos para que os mesmos não sejam confundidos com os arquivos definitivos de responsabilidade do engenheiro eletricista.
Figura 17.2: Exemplo de legenda e blocos de elétrica
Figura 17.3: Exemplo de legenda e blocos de iluminação

4. Certifique-se que o arquivo xref-base.dwg esteja  fechado para evitar que você trabalhe diretamente no mesmo por engano. Com o arquivo arq-elétrica.dwg aberto, digite XREF + enter.

5. Na janela EXTERNAL REFERENCES (Figura 17.4), clique no ícone Attach DWG para carregar o arquivo xref-base.dwg.

Figura 17.4: Ícone Attach DWG na janela EXTERNAL REFERENCES
6. Selecione o arquivo base e clique em Open. No nosso caso, é o arquivo xref-base.dwg conforme Figura 17.5.
 Figura 17.5: Selecionando o arquivo base a partir do comando XREF

7. Selecione a opção Insertion Point e clique em OK conforme Figura 17.6.

 

Figura 17.6: Selecionando Insertion Point

8. Feche a janela EXTERNAL REFERENCES (Figura 17.7) e clique em um ponto da área de trabalho para carregar o arquivo base.

 

 Figura 17.7: Fechando a janela EXTERNAL REFERENCES
9. Se a planta base não aparecer, tente usar o comando ZOOM EXTEND (Z + enter seguido de E + enter) para mostrar todo o conteúdo do arquivo na tela de trabalho do AutoCAD.10. A planta base foi carregada no arquivo arq-elétrica.dwg como um bloco, mas não um bloco convencional, pois não pode ser explodido (tente usar o comando EXPLODE para conferir).  Agora podemos continuar o desenho, inserir os pontos de elétrica na planta, lembrando-se que as modificações na alvenaria ou layout, por exemplo, só poderão ser feitas no arq-base.dwg.

  Figura 17.8: Inserindo a planta base no arquivo arq-elétrica.dwg
11. Observe também que os layers do arquivo base foram carregados com a designação do arquivo no início do nome de cada layer conforme Figura 17.9. Por isto, é importante nomear o arquivo base iniciando com uma das últimas letras do alfabeto, a fim de que seus layers não fiquem posicionados no meio da lista dos layers do arquivo de trabalho.
 Figura 17.9: Layers do arquivo base inseridos no arquivo arq-elétrica.dwg

 

Atenção
Quando for necessário enviar o arquivo dwg para o engenheiro eletricista ou empreiteiro, por exemplo, sugiro que não envie o arquivo original, pois será necessário enviar também o arquivo base e nem todos sabem manipular a ferramenta de referência externa. Se enviar apenas o arquivo original do projeto, o mesmo aparecerá sem a planta base. Para resolver este problema, será necessário transformar o arquivo base em um bloco convencional como o vaso sanitário, o sofá, etc. Proceda da seguinte forma:
a) salve o arquivo original do projeto com outro nome (FILE / SAVE AS) acompanhado do termo BIND. O arquivo arq-elétrica.dwg, por exemplo, ficaria arq-elétrica-BIND.dwg;
b) com o arquivo versão BIND aberto, acesse a ferramenta de referência externa (XREF + enter);
c) clique sobre o nome do arquivo base e, em seguida, clique no botão direito do mouse e selecione a opção BIND conforme Figura 17.10.
d) feche a janela EXTERNAL REFERENCES. A planta base já foi transformada em um bloco convencional. Teste o comando EXPLODE que funcionará. Note que, após a aplicação da ferramenta BIND, nenhuma modificação na planta base original atingirá este novo arquivo, que pode ser enviado sem problemas para qualquer fornecedor.

  Figura 17.10: BIND – transformando a planta base em um bloco

E você, já conhecia esta importante ferramenta do AutoCAD? Compartilhe conosco abaixo, na seção de comentários, sobre sua experiência e/ou deixe sugestões de temas para abordarmos nas próximas aulas.

Clique aqui  para se inscrever em meu canal no youtube e ser notificado quando uma nova videoaula for postada.

A inserção do arq-base.dwg nos arquivos arq-elétrica.dwg e arq-iluminação.dwg, bem como testes com modificações no arquivo base e demonstração da ferramenta BIND podem ser conferidos no Vídeo 17.

Sobre o Autor

  • Roberta Vendramini

    Seguidora de Cristo, casada, arquiteta, professora universitária e blogueira, dedico muitas horas do meu dia gravando videoaulas de AutoCAD e Revit e sou a idealizadora do blog Cursos Construir e vários outros vinculados ao site www.construir.arq.br. Minha verdadeira vocação: ser professora!!!

Compartilhe este Post:

Pinterest Google+ Facebook Twitter Addthis

Envie seu comentário: